Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Depois de um dia mau pode haver um céu estrelado. O meu reino.


28
Out14

Ter coragem dá muito trabalhinho

por Inês P Queiroz

Tenho uma amiga que tomou uma decisão muito importante na sua vida profissional. Essa decisão, como é óbvio, terá implicações em todas as divisões da sua vida: pessoal, profissional, familiar... Mas essa minha amiga teve uma coragem dos diabos, pesou os prós e os contras e decidiu arriscar. Pior do que nos arrependermos de algo que correu mal é ficar o arrependimento por não termos feito algo. Hoje, no seu facebook, havia muitas mensagens de incentivo e de votos de felicidade. Mas também por lá havia o típico comentário do "gostava de ter a tua coragem" ou "penso nisso muitas vezes mas depois falta-me a coragem". E em relação a isso tenho algo a dizer. Até porque também precisei dessa dose de coragem para deixar o meu anterior trabalho e seguir em frente na vida, arriscando num novo projeto. Irritam-me as pessoas que acham que ter coragem é assim uma coisa tipo ato tresloucado. Uma tipa fixe e tal mas que é preciso ser um bocadinho maluquinha para deixar uma situação estável e arriscar. Amigos, fiquem sabendo que ter coragem dá muito trabalho, e muitas insônias, e dores de cabeça. É analisar a vida, por tudo em perspetiva, ver o que se ganha e sobretudo o que se perde e, mesmo assim, avançar. Ter coragem não é uma caraterística de uns aunatos doidinhos. Ter coragem é como ter sorte, dá muito trabalho.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De helena a 29.10.2014 às 16:18

Felicidades e que corra tudo bem, para si e para a sua amiga.
Sem imagem de perfil

De filipa vasconcelos a 31.10.2014 às 22:59

Nada mais próximo da realidade. E quem pensa vou ser uma grande maluca e ir contra a maré, ou seja, quem decide deixar de ter medo (de uma data de coisas, desde os poderes instituídos até aos que vivem a atemorizar os outros, passando pelos que mexem em tanta coisa só com uma decisão lhes vai virar a vida toda e pernas para o ar... cedo (se não antes) se apercebe que tem pela frente, para além de muito trabalho, um grande desgaste psicológico ou emocional. Se vale a pena? Eu cá acho que sim, mesmo, mas eu também sou dessas dos actos tresloucados.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Calendário

Outubro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2005
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D