Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Depois de um dia mau pode haver um céu estrelado. O meu reino.

05
Jun14

Contagem decrescente

por Inês P Queiroz

Agora que já passou a festa da Alice começou a contagem decrescente para a do Henrique. No caso dele já escolhi o local: a piscina do Atlético. É um sítio muito porreiro para fazer festas de aniversario e tem a vantagem de não ser muito caro. Foi lá que fizemos a festa dele no ano passado e gostou tanto que vamos repetir. Vai ter piscina, futebol e jogos tradicionais. Já imprimi os convites e já os começámos a entregar. Mas falta o presente... Ainda não comprei. Aliás, não faço ideia do que lhe devo comprar... Vou ter de tirar umas horas à tarde de amanhã para ir à procura. Do presente dele e do de mais dois amigos que também fazem anos. Entre lançamento de um livro, ida à feira para aço,panhar autores e festas de aniversario, vou ter um daqueles fins de semana... Socorro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

21
Mai14

Festa da princesa #3

por Inês P Queiroz

Ontem fui buscar o Henrique à escola e fomos a um armazém chinês no Martim Moniz comprar coisas para a festa da Alice. Eu continuo com a ideia de fazer um piquenique no Jardim da Estrela, mas gostava de enfeitar o local, na medida do possível. Cheguei à conclusão que podia fazer umas bandeirinhas de tecido que depois posso pendurar nas árvores. Comprámos três tecidos bem giros e ele ainda teve a brilhante ideia de comprar feltro para fazer uns brindes para dar às meninas que forem à festa da mana. E ainda umas ceninhas muito fixes para fazer uns colares... 
Hoje foi dia de exame de Matemática (fácil, disse ele... mas para ele é sempre fácil, mesmo quando corre mal) e dei-lhe folga da escola durante a tarde. Vai ficar em casa com a irmã. Antes de sair ele ficou já a fazer os colares para as meninas... mais logo mostro fotos. Quanto às bandeirinhas, a ideia é fazer uma coisa deste género aqui. Acho que vai ficar giro.





Autoria e outros dados (tags, etc)

20
Mai14

A festa da princesa #2

por Inês P Queiroz
Já andei a investigar tudo o que são sites de meteorologia... parece que não vai chover, pelo que devo mesmo avançar com a ideia do piquenique.
Acho que vou fazer no jardim da Estrela. Este fim-de-semana vou passar por lá para ver possíveis spots para o acontecimento.
Já tenho uma ou outra ideia para a decoração (nada de muito elaborado mas vou ser eu a fazer, na máquina de costura da minha avô Inês), amanhã tento avançar com o convite...
e depois é trabalhar, trabalhar...

Autoria e outros dados (tags, etc)

19
Mai14

A festa da princesa

por Inês P Queiroz
Não sou eu, não se enganem. É mesmo a minha Alice. Está a menos de duas semanas de fazer um ano. Eu quero muito fazer uma festa, mas ainda não faço a mínima ideia do que será. Já pensei num piquenique, mas o tempo parece que vai estar merdoso até essa altura; não decidi a hora; nem a comida; bem as decorações... Não há orçamento para entregar a organização a uma empresa (a Malta gostava mas não pode) por isso vou ter de puxar pela cabeça. Mas não está fácil. Principalmente agora que a feira do livro se adivinha. Isto de ter dois filhos a fazer anos durante a feira...

Autoria e outros dados (tags, etc)

15
Fev11

Senhora

por Inês P Queiroz

Agora que sou uma senhora de 35 anos, nada melhor que passear a minha nova mala. Linda, não é? Prenda da L e do A.

Autoria e outros dados (tags, etc)

14
Fev11

Agora sim, os 35

por Inês P Queiroz
É oficial, os 35 chegaram. A única diferença que sinto, para já, é que comecei a usar creme de noite. De resto, tudo como dantes: continuo com mesmo marido fantástico, com o mesmo filho fofo, com vontade de, por vezes, matar os dois, com amigos do caraças, uma mãe que só vendo e um irmão muito melhor.
Os 35 chegaram muito bem, rodeada de amigos, no conforto da casa que agora, dois anos depois, já a sinto como minha. Rodeada de crianças (eram 14 ao todo), porque embora tenha sido das primeiras a ter filhos, a verdadé é que a maioria dos amigos já vai no segundo. E, last but not least, rodeada de prendas, e de mimos, e de beijos.
E que bom que é fazer anos, e estar rodeada de malta, fugir para a varanda para fumar uma cigarrilha às escondidas da mãe e do filho, lavar loiça, fazer comida, reabastecer a malta de vinho, ouvir boa música...
Não sei se já vos tinha dito, mas gosto mesmo de fazer anos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

30
Jan11

Chegou a primeira prenda

por Inês P Queiroz

Ainda faltam duas semanas para o meu aniversário mas já chegou a primeira prenda. Vindo directamente da garagem do meu irmão onde estava parada há mais de um ano.

A prenda perfeita. Vai ser difícil alguém conseguir fazer melhor.

A minha monty f14 reclama ser a bicicleta mais pequena do mundo. E eu já estou apaixonada por ela. Dobra-se toda e até traz uma malinha para se guardar lá dentro. Vermelha, como convém a uma benfiquista que se preze.

Com esta até posso voltar a atropelar o Henrique: é de aluminio, não o vai magoar. E as rodinhas são tão pequeninas....

Obrigada, mano.

Autoria e outros dados (tags, etc)

13
Jun10

Xi pá, para o ano há mais

por Inês P Queiroz
Ontem o meu filho fez seis anos. Tínhamos tudo preparado para um grande festarola na rua, no Parque Infantil do Parque Eduardo VII. autorização pedida à Câmara Municipal de Lisboa que (ao contrário do que aconteceu no ano passado) veio a tempo e horas, rissóis, croquetes, sandocha... tudo como manda o figurino. Na sexta-feira fiquei muito assustada com o tempo e comecei a ver a minha vidinha a andar para trás. Toca de ir a todos os sites de metereologia. Melhoria de tempo para sábado. Ufa! Estávamos safos! Mas qual não foi o meu espanto quando acordei ontem e vi que o tempo estava uma trampa, e das grandes. A qualquer minuto ameaçava chover. Caraças para o São Pedro. Logo este ano que, como não pagávamos a festa, tínhamos cerca de 20 miúdos confirmados...
Fomos almoçar de coração nas mãos e a pensar que teríamos de enfiar 20 miúdos, mais adultos, na nossa casinha... e assim foi. Depois de muito penar à procura dos telefones de todas as mães para avisar da alteração de planos, a campainha começou a tocar por volta das 16h. E foi a rebaldaria total até cerca das 19h. Mas foi giro, muito giro. Acabou por haver dois turnos de convidados: os índios lá da escola e, mais tarde, os amigos crescidos que têm filhotes que ainda fazem a sesta.
E foi assim que tive a oportunidade de conhecer o Pedro, filho da minha amiga Mena (e que vergonhosamente ainda não tinha visitado....), tive oportunidade de estar com o Sérgio e seu clã, com a Madalena... acabou por correr tudo muito bem. Muito bem mesmo. Nem faltaram sardinhas assadas, porque uns vizinhos aqui da rua decidiram montar um arraial à porta do prédio e eu, com a minha lara natural, apareci lá com duas garrafas de vinho para trocar por sardinhas. Estavam boas, deliciosas... E no fim da noite, já quese de gatas, deitadinha no sofá a rever o Argentina/Nigéria, ainda houve tempo para o melhor: a minha prenda de casamento. Depois das belíssimas rosas amarelas e do manjerico, houve ainda uma noite numa Pousada de Portugal... sem filho:)
Como diz um amiguinho do meu filho "estou partidinha na flôr da vida". Só para o ano é que há mais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

09
Out09

Obrigada, senhor Obama

por Inês P Queiroz
Custou-me muito, mas sobrevivi a este dia. Em parte graças ao senhor Obama. Thank you Mr President. Sim, o senhor Obama é meu autor e, por esse motivo, começaram a chover telefonemas a partir das 9h30 da manhã. Não foram telefonemas de parabéns mas sim de "que material vamos fazer para o ponto de venda e de que modo coordenamos a produção?". E soube-me muito bem não passar a viagem de comboio a pensar no meu destino, na tristeza que há dentro de mim. Ela continuou cá, mas adormecida. Porque, vá-se lá saber porquê, eu sou daquelas que vibra com o trabalho (às vezes, muitas, também esperneio e rabujo), que gosto de fazer bem, que me interesso por fazer melhor e, verdade verdadinha, apesar de todas as merdas que se dizem hoje, que ele não merecia, que não fez nada pela paz no mundo, que pela primeira vez o prémio é atribuído a alguém de quem se espera muito mas que ainda não fez nada, fico muito agradecida aos senhores que deliberaram, que a escolha tenha recaído sobre o senhor Obama. Eu já gostava muito dele. Talvez porque deixei de acreditar em Deus e me centro mais nos Homens, gosto deste homem que tem, com toda a certeza, muitos defeitos, mas que transporta em sim a chama da esperança que há muito eu não via. Estou-me a borrifar para as considerações acerca do poder e do domínio excessivo dos EUA na política e na economia mundial. Sim, eles são uns pedantes, sim, eles são uns cínicos, sim eles acham-se os melhores do mundo e fazem muita merda. Mas terá sido o Obama a iniciar o processo??? Pois, bem me parecia que não.
Senhor Obama, eu já gostava de si e hoje passei a gostar ainda mais. Porque o senhor, sem saber muito bem porquê, amenizou a minha dor, tornou menos dolorosa a colocação da placa com a foto e com o nome do meu pai em cima do jazigo de família, fez-me pensar que há mais no mundo que a minha tristeza.
Obrigada, senhor Obama

Autoria e outros dados (tags, etc)

10
Mar09

aniversários - parte 2

por Inês P Queiroz
Dia 9 de Março... faz cinco meses que o meu pai morreu. Tenho tantas saudades que até sinto falta de ar de tanto que me dói o peito quando penso nele. Este vai ser um mês difícil com o Dia do Pai e o dia do seu aniversário... são demasiadas efemérides sem a sua presença.
Vou fechar os olhos e recordá-lo a sorrir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

09
Mar09

Aniversários

por Inês P Queiroz
Ontem, dia 8 de Março, não comemorei o Dia Internacional da Mulher. Ontem, dia 8 de Março, comemorei com um Porto na esplanada da Graça, o 4º aniversário da minha operação.
Obrigada a todos os amigos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

16
Fev09

Fim-de-semana em Madrid

por Inês P Queiroz
Sobrevivemos. é o que me apraz dizer.Não foi mau, não houve mortes, não houve feridos. Apenas os precalços de viajar com uma criança de quatro anos. E, se há momentos em que ele parece muito crescido, outros há em que só temos vontade de o enfiar dentro de uma caixa e despachar no avião seguinte. A vida como ela é, contada em algumas linhas.

Para começar o Hotel era uma merda. As paredes eram tão finas que se ouvia as pessoas do quarto ao lado a falar. A falar e não só, mas já lá vamos.

A quinta-feira foi maravilhosa. O Henrique dormiu duas horas no carrinho eu e pai passeámos bastante e fomos jantar a um restaurante do qual gosto particularmente. Ao chegar ao hotel o caso mudou de figura. O andar onde estávamos tinha sido invadido por uma turma de liceu que passou a noite a gritar de quarto para quarto. Telefonei três vezes para a recepção e apareci no meio do corredor disposta a matar o primeiro adolescente que se cruzasse no meu caminho. Não me adiantou de muito. Umas desculpas aqui, um sorrisinho ali.
É o que dá não ter dinheiro para ficar no Ritz.
Na sexta de manhã eu estava um ano mais velha e com uma terrível dor de cabeça quando o meu petiz diz ao pai "doi-me a barriga. Parece que tenho gás aqui dentro". Foi o tempo de chegar à casa de banho (mas não à sanita) e vomitar todo o jantar do dia anterior. E ficou, coitado, durante uma hora com o rabo colado à sanita com uma diarreia tremenda. A sexta-feira foi, como se pode imaginar, de fugir. Rabujento, mal disposto... mas, mesmo assim, muito aguentou. Andou pela cidade no seu carrinho vermelho, foi ao Prado ver a exposição do Bacon e ainda consegui introduzi-lo ao universo do Goya (o preferido da mãe) e do Velasquez (do lado do pai). e chegámos ao fim do dia a pensar que o melhor seria regressar a Lisboa. Estar em Madrid (cidade que não é propriamente conhecida pelo peixe grelhado acompanhado com arroz branco) com uma criança doente não é o sonho de qualquer família.
Noite de sexta, mais uma sessão no hotel. Desta feita de sexo. E digo-vos, parecia que a menina do quarto ao lado ia sentar-se ao meu colo a qualquer instante. Acordei, depois de duas parcas horas de sono, com vontade de esborrachar o mundo ao tabefe. Desculpem lá, mas fico verdadeiramente impossível quando não durmo.
Mas nem tudo estava assim tão mau. O Henrique acordou bem disposto e a barriga estava "maravilha", segundo o próprio. Museu do bombeiro, parque de diversões, passeio de barco no Retiro e a coisa ficou feita. No voo de regresso ainda houve tempo para uma birra causada já nem me lembro porquê. E um desenho, um desenho lindo onde estava o avô António. Já que estávamos no céu, o avô devia estar a ver-nos, disse ele.
Não foi um fim-de-semana perfeito. Não foi, mas foi o melhor que se conseguiu, o que já não é nada mau. E não o trocava por nada.
E ainda tive direito a um lindo vestidinho preto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

16
Fev09

A melhor de todas as prendas

por Inês P Queiroz


Foi-me dada pelo meu filho (com a mão do pai por trás, como é evidente). Assim, logo na manhã de dia 12, ainda mal tinha acordado. E comovi-me verdadeiramente com este livro e com a sua inocência ao entregar-mo e ao dizer-me "era este que te queríamos dar no Natal, mas estava esgotado."

Autoria e outros dados (tags, etc)

11
Fev09

vou ali

por Inês P Queiroz
E já venho.
Agora que cortei o cabelo já estou preparada para os meus 33.

Amanhã, em Madrid, com o filho e o marido. Olé!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Calendário

Novembro 2016

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2005
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D