Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Depois de um dia mau pode haver um céu estrelado. O meu reino.


Eu sou uma cidadã deste país. Pago os meus impostos, vou votar, discuto com quem cospe no chão, com quem passeia cães que cagam os nosso passeios, com quem estaciona em cima de passadeiras. Dou a mão a quem precisa de ajuda para atravessar a estrada, não viro a cara se alguém tropeça e cai, aviso os turistas se vejo um carteirista a olhar para eles. Eu sou uma cidadã desta porra de país, não sou uma pessoa pessimista. Se existe uma força superior neste universo, ela sabe que falo a verdade. Tenho os meus dias, como toda a gente, mas tento levar a vida para a frente em vez de ficar presa ao que já não tem remédio.
Dito isto, e em bom português, fico lixada quando me roubam os meus direitos desta forma, descarada, sem pudor. Juro que se o Sócrates me aparecesse hoje pela frente o insultava de filho da puta para baixo, a sério que o fazia. E se houvesse uma brecha, por mais pequena que fosse, na segurança dele, dava-lhe um murro no focinho.
Eu não estrebucho com o aumento do IRS, e do IRC, e do Iva e de todas as porras que eles inventam.
Eles que não aumentam os ordenados mínimos, mas que aumentam as contribuições para a SS de forma vergonhosa. E digo vergonhosa não porque nao queira descontar para um
Estado Social, mas porque ele não existe. Não existe para a minha empregada, e não existe para mim. Não existe para ninguém que tenha o azar de ver a sua médica de família reformar-se ou mudar de Centro de Saúde.
Hoje, tentei marcar consulta no meu centro de saúde. Consulta com o médico de família, aquele que supostamente é o médico que segue o meu historial de doenças, que sabe que tive cancro, que preciso de umas vitaminas de vez em quando, que sabe que tenho de fazer umas análises...em resumo, o médico que impede que eu entupa as urgências com uma gripe.
Mas tive AZAR. Eu e os milhares de utentes seguidos pela minha médica: ela reformou-se e a ministra Ana Jorge, à semelhança do que está a fazer no resto do país, não colocou um médico no seu lugar.
Significa isto que agora, no Centro de Saúde, deixei de ter médico de família. Se tiver uma urgência, se estiver mesmo muito doente, posso ir para lá às 5h da manhã à espera de ser atendida. Mas para uma urgência, respondi eu à senhora que me atendeu o telefone, para uma urgência eu vou ao hospital. Pois, minha filha, contestou ela, isto está muito mal. São milhares os que estão na sua situação. Eu só queria que me tirassem daqui.
Também eu, só queria que me tirassem deste país com governantes de merda. Eu desconto mais de €300 euros por mês para a Segurança Social. Sem contar com a parte do empregador que, neste caso, também sou eu (feitas as contas desconto cerca de €800).Reforma, já todos sabemos que não a teremos. Pergunto-me então se não poderia, pelo menos, ter médico de família. É que por muito menos, cerca de €50 tenho um seguro de saúde, que me permite consultar todos os médicos que quero e mais um par de botas, a pagar €15 por consulta. E não me venham com a treta de que estou a pagar para os que mais precisam, porque os que mais precisam estão na mesma situação que eu. Passam horas nos centros de saúde para uma senha que lhes dê acesso a uma consulta; passam horas nos hospitais com os filhos ao colo à espera que vague uma máquina de aerossóis, porque a do Centro de Saúde está avariada.
Eu sou uma gaja que faz sacríficios, por mim mas, sobretudo pelo ideal de que todos vamos ficar melhor. Mas isto, que é o básico dos básicos, é gozar com a cara das pessoas.
O nosso primeiro-ministro faz a defesa pública do SNS mas não nos dá médicos de família; faz a defesa do Ensino Público, mas não nos dá professores nem escolas. O nosso PM pode ir a médicos privados e, como se vê, pode ter os filhos num dos melhores colégios privados da cidade. Assim, meu caro José Sócrates, assim é fácil. Assim também eu.
E, faça-me um favor, não se aproxime de mim.

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Helena Barreta a 14.02.2011 às 10:48

Também fico fora de mim quando os vejos a apregoar o quanto é bom o nosso sistema nacional de saúde e as escolas públicas, mas depois, a verdade é que nunca são tratados num hospital público, nem eles nem a família e escolas públicas são muito boas, mas para os filhos dos outros.

Há dias fui a uma consulta ao meu médico de família. A consulta estava marcada para as 9h, eram 10h e 15m e o médico ainda não tinha chegado. Quando perguntei à funcionária se o atraso do médico se devia a alguma urgência ou emergência, disse a sorrir que não, que simplesmente o senhor doutor se atrasa sempre e que era normal. Quando pedi o livro de reclamações - Livro Amarelo da Saúde - para formalizar a queixa, fui insultada por uma outra funcionária que me dizia que eu tinha mesmo era que esperar e estar caladinha, pois o comportamento do médico é normal, chegar atrasado por sistema e não ter respeito por quem o espera é, ainda para alguns, normal.

Beijinho
Sem imagem de perfil

De Niki a 14.02.2011 às 11:26

Eu tenho tantos murros guardados para o socrates se um dia o encontrar! Também tive o azar de a minha médica de família ter mudado de centro de saúde mas no meu caso foi um bocadinho pior porque eu mudei de casa e apenas continuava a pertencer àquele centro porque tinha médica de família, quando a minha filha nasceu e me dirigi lá para fazer o teste do pezinho fui informada, apenas naquele momento, que já não podia ser ali porque a partir do momento que a médica saiu eu também teria de passar para o centro de saúda da minha área de residência! Fiz um escândalo, estava com a minha filha recém-nascida e dizem-me naquele momento aquilo? Fiz reclamação, trinta por uma linha mas na verdade que remédio tinha eu senão fazer a transferência para o novo centro e passar a fazer parte da lista interminável de utentes sem médico!
Infelizmente neste país parece que só temos deveres, os direitos só mesmo se tivermos a sorte de chegar a nossa vez!
Sem imagem de perfil

De 3Picuinhas a 14.02.2011 às 12:30

Centro de Saúde de Alvalade??? been there...estou na mesmíssima situação...vamos lá as duas dar porradinha ao Sócrates???
Sem imagem de perfil

De João Mateus a 14.02.2011 às 13:28

Eu tenho montes de murros guardados para dar a estes gajos todos que nos governam ou governaram.
O meu médico de família reformou-se já nem sei há quantos anos e se bem me lembro nessa altura ainda o Sócrates não era Primeiro-Ministro (confesso, não era mesmo!).
Logo, ando nestas bolandas de, sempre que preciso de uma consulta, seja urgência ou não, ir para a "bicha" às seis da manhã e já tem acontecido que não a tenha conseguido.
Agora quanto à escola pública, bom, também quando precisei dela para os meus filhos, era incompatível com os horários de trabalho, por isso tive que os por numa privada (também não era Sócrates o PM) e, ao contrario de muitos que hoje por ai reclamam contra a redução dos subsídios, tive que a pagar (e bem) do meu próprio bolso.
Mas vocês parece que nasceram ontem e que, para trás, não houve nada!
Sem imagem de perfil

De Croquete e Girassol a 14.02.2011 às 15:28

Concordo em tudo!
é mesmo isso. Pessoas exemplares que lutam pelo bem estar de Portugal e que depois recebem estas facadinhas!
Nem mais.
A questão é que se me dessem a possibilidade, DE CERTEZA, que não descontava para a SS.
Tenho seguro de saude exactamente pq não acredito no sistema de saude deste pais.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Calendário

Fevereiro 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2005
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D