Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Depois de um dia mau pode haver um céu estrelado. O meu reino.


30
Jun14

A maior das dores

por Inês P Queiroz
O que resta a uma mãe quando perde um filho? Como é possível sobreviver a tamanha dor? Neste momento todos os meus pensamentos estão com estes pais. Porque a vida deixa de ser vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

25
Jun14

Ainda as férias do Henrique

por Inês P Queiroz

Avizinha-se um ano difícil para o Henrique: vai mudar de escola (ainda não sabemos para qual) e vai para o quinto ano (muitos professores, muitas matérias, novos colegas). Apesar de ser um miúdo bastante social e bem disposto, o meu filho não costuma reagir muito bem a estas mudanças. A sua necessidade de ser aceite pelo grupo normalmente leva-o a fazer asneiras.

Mas o Henrique está a crescer e, se por um lado isso me entristece (porque está a ficar um parvo do pior), por outro lado é uma grande vantagem porque ele começa a perceber, finalmente, o que deve e o que não deve fazer.

Mas estas são questões para Setembro. Para já, ele está a curtir o seu 5 a Português e a Estudo do Meio e o seu 4 a Matemática. 

E apesar de eu saber que ele vai ser sempre um preguiçoso em potência, fico feliz por vê-lo a divertir-se e sei que, de alguma forma, ele absorve o que lhe ensino todos os dias. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

25
Jun14

A vida atropela-nos

por Inês P Queiroz

Há dias em que é o que sinto: que a vida está constantemente a atropelar-me e não resta tempo para quase nada que não seja levantar-me e desviar-me dela.

A partir de amanhã temos a visita da avó Ida (durante duas semanas); no sábado ficamos sem o pai que vai viajar em trabalho; no domingo tenho um batizado, ou melhor, um tribatizado e sou madrinha de uma das princesas e ainda me falta decidir o que vestir (o tempo não ajuda) e comprar as prendas (ou parte delas); amanhã não tenho empregada a partir do meio da tarde, o que complica tudo por causa dos miúdos; na quinta tenho de ir para São João das Lampas à reunião com o padre... 

E no meio disto tudo há o trabalho (130 páginas para ler e anotar até sexta - além do expediente, claro) e o Mundial.

Há dias em que sinto que a vida me atropela. Hoje foi um desses dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

25
Jun14

Crónica da princesa

por Inês P Queiroz

A Alice continua a crescer, fofa e bem disposta. Adora o mano, ri-se de todas as parvoíces que ele faz. Adora dizer olá a toda a gente. Já sabe onde fica a cabeça, a boca, a língua e o nariz ( ainda andamos a treinar os olhos e as orelhas). Adora comer, mesmo. Tudo. É uma devoradora de comida. Ri-se e dá aos bracinhos quando lhe damos comida. Chora de sentida se chegamos a casa e não vamos logo dar-lhe as boas tardes e um  beijo. É assim, a nossa bebé, há um ano a animar a nossa vida. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

24
Jun14

A história repete-se

por Inês P Queiroz
Nem sei muito bem o que aqui escrever em relação à desilusão que foi a nossa selecção. Não me venham com a conversa do bestial a besta e que o Ronaldo está lesionado e que isto é que aquilo. A verdade é que eu não vi vontade, determinação, raça... Com honrosa excepção durante parte do jogo com os Estados Unidos. Eu sei que não somos a Alemanha nem tão pouco a esfrangalhada Espanha (que mesmo assim é muito melhor do que nós). Tenho noção das nossas debilidades e fragilidades. Mas não é menos verdade que selecções bem mais medianas do que a nossa estão a conseguir resultados melhores e, mesmo quando não o conseguem, fica a certeza de que deram tudo por tudo.
Aplico à selecção o mesmo principio que aplico ao meu filho e aos seus resultados escolares: dar o melhor, ficar com a consciência que, independentemente do resultado, se deu o melhor.
E é isso que me entristece, porque, raios me partam, eu sofro com o futebol. Gosto mesmo, vibro, grito, barafusto, choro. E podia chorar de frustração. Mas não de zanga, como é o caso. Os nossos rapazes, problemas à parte, portaram-se mal, não comeram relva, não suaram tudo o que podiam suar. E isso é triste.
E com esta selecção acaba um ciclo que começou há 10 anos. Cheira-me quase vamos ficar fora das fases finais dos próximos campeonatos da Europa e do Mundo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

21
Jun14

Sonho lindo

por Inês P Queiroz
Portugal ganhava aos Estados Unidos e tudo se decidia no último jogo. Era bonito, não era?
Entretanto, este empate entre alemães e ganeses serve, pelo menos, para que não haja resultados combinados entre a Alemanha e os Estados Unidos. Vai ser tudo a jogar para ganhar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

20
Jun14

O meu momento adolescente

por Inês P Queiroz

Na quarta-feira tive o sinal de que Portugal vai mais longe neste mundial. Estava eu a caminho da clínica do Benfica, já dentro do estádio, quando dou de caras com o grande Rui Costa. Quem por aqui passeia sabe que sou um bocadinho doente pelo futebol, mais ainda pelo Benfica. O Rui Costa é um dos meus ídolos de adolescência. Não só pelo que fez no Benfica, mas também na selecção nacional. Ainda me lembro de o ver chorar quando marcou um golo contra o Befica. Sim, sei que sou uma sentimentalóide, mas no fim é isso que faz a diferença. Pelo menos para mim. Acreditar que estamos perante um bom ser humano e não só um excelente desportista. Com este não havia agressões a jogadores ou a árbitros. Um senhor!

Pois lá fiz figura de parva dizendo "eu sei que está aqui no seu momento e eu até sou uma adulta racional e educada, mas tanho mesmo mesmo mesmo de lhe pedir que tire uma foto comigo, mesmo que a seguir ache que eu sou uma parvita. É que você é um ídolo para mim. E ele, simpático, acedeu ao meu pedido. Depois houve quem se oferecesse para tirar uma foto a mim e ao Henrique com o Rui Costa, mas o resultado foi este que aqui mostro. Não sabia se havia de rir ou de chorar. O Henrique, como em tudo na vida, não pareceu muito abalado. Aliás, repetiu várias vezes "mãe, estás-me a envergonhar", tal era o meu comportamento. Ainda atirou um "quando voltarmos da consulta pode ser que ele ainda lá esteja". E não é que estava mesmo? Deve ter pensado em fugir quando me viu chegar, mas não fugiu e aqui está a fotografia do Henrique com ele, o grande Rui Costa. Agora é acreditar, malta. Até domingo!!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

17
Jun14

Férias

por Inês P Queiroz
O Henrique está de férias. É oficial. Diz que vai ser três meses. Ainda não sei bem como lhe vou ocupar tanto tempo. Mas para já, é deixá-lo desfrutar este não fazer nada a não ser ver televisão, jogar PSP e ler...

Autoria e outros dados (tags, etc)

17
Jun14

Desculpa Meireles

por Inês P Queiroz
Porque uma pessoa tem de saber pedir desculpa. Meireles, pareceu-me mesmo que estavas a fazer um pirete e não estavas... As minhas desculpas. Se calhar, se tivesses ar de menino bem comportado, não se tinha pensado mal de ti. Mas a verdade é que é sempre mais fácil pensarmos o pior... E não devíamos. Desculpa.
E vê se te atinas para o jogo com os Estados Unidos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

17
Jun14

Triste ou irritada?

por Inês P Queiroz
Diz o ditado que quem não se sente não é filho de boa gente. E eu, meus caros, gosto muito dos meus progenitores que são pessoas de bem. Dito isto espero que tenha ficado claro que fiquei mesmo muito chateada de termos perdido contra a Alemanha. Sim eu sei que sou uma romântica. Eles são melhores e mais fortes e tudo e tudo, mas eu achava mesmo que se entrássemos com garra era possível trazer um empate. Irrita-me perder e ainda por cima por tantos. Irrita-me esta coisa de até no futebol os gajos nos ganharem. Mas também sei que isto é só um jogo e acredito mesmo que podemos fazer melhor e que a passagem à fase seguinte é possível. Tudo tem desculpa. Os passes falhados (tantos, caraças), a falta de fé... Houve tanta coisa que correu mal. E tudo tem desculpa, ou quase tudo. Porque não se pode desculpar o que o Pepe fez. Idiota de primeira. E depois, como se não bastasse, o não menos idiota (estou-me a conter nos nomes que lhes chamo) faz dois piretes ao árbitro nas costas deste??? A sério, Meireles? Andas na primária e a seguir vais comparar tamanhos de pilinhas no balneário ? Este tipo de atitudes deixa-me com vontade de vos partir as fuças. É que podemos desculpar tudo, menos isto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

16
Jun14

Baby Meireles a caminho

por Inês P Queiroz
Afinal não dou para bruxa.... É um rapaz! Vai ser muito amado, vai ter uma manta cor de rosa. E se Portugal passar aos oitavos, será para sempre o bebé Meireles
!

Autoria e outros dados (tags, etc)

16
Jun14

É só para avisar

por Inês P Queiroz
Que a partir se hoje deixo de autorizar comentários anónimos. Ponham o nome por favor para eu poder responder pelo nome aos comentários anormais. Agradecida

Autoria e outros dados (tags, etc)

16
Jun14
85 por cento no exame de português e 84 no de matemática. 94 no ultimo teste de estudo do meio. Foi fácil? Não! Foi duro fazê-lo estudar e aplicar-se? Foi.
Mas valeu a pena.

Autoria e outros dados (tags, etc)

15
Jun14

Alice e a praia

por Inês P Queiroz
Na sexta-feira fomos à praia. Belo dia de calor. A Alice adorou tudo, em especial comer areia e gatinhar em direcção à água.

Autoria e outros dados (tags, etc)

15
Jun14

Domingo

por Inês P Queiroz
São nove da manhã e todos dormem cá em casa, incluindo a Alice.

Autoria e outros dados (tags, etc)

13
Jun14

O nosso Santo António

por Inês P Queiroz
Lá diz o pregão que Alfama é linda. E para nós Santo António é igual a Alfama. Que me desculpem as pessoas de outros bairros. Até tentámos. Houve anos em que fomos para a Bica, já acabámos uma noite na Graça, em tempos tínhamos uns amigos a viver na Sé... Mas não há como Alfama. É o nosso bairro de eleição para o Santo António. E ontem lá fomos. Conseguimos mesa no restaurante onde costumamos parar (o Páteo 13), comemos a bela da sardinha, o belo do chouriço, tudo regado com sangria e fechámos com um arroz doce.
A João e a minha mãe, como vem sendo hábito, estiveram no seu melhor e este ano tivemos a companhia de mais três convivas que me pareceram muito animados. Houve bailarico do bom com mulher a dançar com mulher e tudo (um clássico)!
A noite acabou cedo, porque isto de andar nos Santos com bebés pesados não é para todos, mas foi bastante divertida. A Alice adorou, fartou-se de comer pão e de fazer as delícias dos empregados do restaurante com os seus "olás".
O Henrique podia ter-se portado melhor, oh se podia. Mas não portou... E o pior até foi para ele, coitado. Como o próprio acabou por admitir, foi um dia espectacular que ele acabou por estragar mesmo no fim... Mas já lá vai.
Para o ano há mais.







Autoria e outros dados (tags, etc)

12
Jun14

Este é o meu dia

por Inês P Queiroz
Já está quase a acabar, mas o 12 de Junho é o meu dia. Ou melhor, o nosso dia. Da nossa família. Foi num 12 de Junho, há 14 anos, que comecei a namorar com o meu marido. Foi num 12 de Junho, há 10 anos, que nasceu o nosso filho mais velho. Estava um calor de ananases, era o dia em que começava o Euro 2004 e eu estava longe de imaginar que tinha chegado o dia. Foi num 12 de Junho, há 8 anos, que me casei. Entrei na conservatória pelo braço do meu querido pai. Foi uma festa espectacular, com direito a grande sardinhada no meio dos meus amigos do coração. Por estas razões este é o nosso dia.
A minha ideia era partilhar neste post algumas das minhas fotos preferidas dos nossos dias 12 de Junho, mas o dia foi longo, com muita emoção, muita coisa para fazer, muita gestão de birras...
Começámos com um excelente pequeno-almoço feito pelo pai (com direito a ovos estrelados e tudo). Almoçámos no mercado da Ribeira (que já é um dia locais de eleição do Henrique), passámos pela escola para ver se já tinham saído os resultados dos exames nacionais (mas não tinham) e depois de uma curta paragem em casa rumámos a Alfama para a nossa sardinhada da praxe. Este ano, para além da companhia da João, tivemos também a companhia da Ana, do Ricardo e do Henrique. E, claro, da Alice, que viveu o seu primeiro Santo António.
Este ano chegámos bem cedo (ainda não eram sete horas) e talvez por isso pela primeira vez em muitos anos não esperámos para ter mesa. Foi uma limpeza. As sardinhas estavam mesmo boas (Páteo 13 rules) e o arroz doce ainda melhor.
Ainda houve tempo para bailarico e às 11 já estávamos em casa.
Não fosse o descontrolo emocional/estupidez da adolescência/birra do Henrique, e a noite tinha sido perfeita.
Mas, mesmo assim, foi mais um 12 de Junho. O dia mais feliz da minha vida. E passou-se bem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

12
Jun14

Gosto de segundas assim

por Inês P Queiroz
Na segunda-feira, para assinalar o fim do ano lectivo e o exame de violoncelo ( teve Bom) fomos jantar ao mercado da Ribeira. Como é típico dos portugueses, as mesas estavam cheias de pessoas sem pratos, tudo a marcar lugar. É algo que me irrita porque obriga sempre a que haja pessoas a andar de um lado para o outro com o tabuleiro na mão enquanto outros estão sentadinhos a olhar para ontem. E, espero não estar a ser injusta, mas não me lembro de ver este tipo de atitudes em outros países por onde tenho passado.
Passando à frente deste pormenor, a comida estava boa, a Alice portou-se lindamente e no final ainda dançámos o "apita o comboio". A Alice ficou maravilhada com um aquário de uma marisqueira e o Henrique ainda teve tempo de brincar no parque.
Há dias assim, que prometem pouco mas acabam por trazer boas surpresas.


Autoria e outros dados (tags, etc)

10
Jun14

Tudo o que é demais...

por Inês P Queiroz
Quantos mais chouriços os canais de televisão vão encher com o dia-a-dia da selecção??? Eh pá... E olhem que eu gosto muito de futebol.

Autoria e outros dados (tags, etc)

10
Jun14

Já acabou?

por Inês P Queiroz
O dia de hoje passou a correr.
De manhã fomos à Casa Fernando Pessoa ver a exposição "desassossego" do António Pedro Ferreira. Aproveitámos para mostrar a casa ao Henrique que gostou bastante. Já não passava por lá há algum tempo e não me lembrava da quantidade de jogos interactivos para os miúdos. Mesmo muito bem feito.
A seguir viemos para casa almoçar ( o Henrique deu o almoço à mana) e aí Sá tive tempo de dormir uma sesta antes de arrancar em direcção à Feira do Livro para mais uma tarde de trabalho. Estive com a minha Ana, que levou o seu Mateus (fofura das fofuras), estive com a Helena Sacadura Cabral (que além de uma amiga é uma pessoa que muito admiro) e ainda passei pelo espaço Leya para comprar uns livros e beber jocoso com a minha Lena.
Foi um dia muito bem passado. Muito rápido para o meu gosto, mas bem passado. Sexta-feira há mais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Calendário

Junho 2014

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2005
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D